“Semelhantemente, ensine as mulheres mais velhas a serem reverentes na sua maneira de viver, a não serem caluniadoras nem escravizadas a muito vinho, mas a serem capazes de ensinar o que é bom. Assim, poderão orientar as mulheres mais jovens a amarem seus maridos e seus filhos, a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa, e a serem bondosas e sujeitas a seus próprios maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja difamada.”

No cap 2 deste livro, Paulo instrui Tito em como as pessoas que estavam em Cristo deveriam proceder. Nos versículos que lemos acima há exortações sobre como as mulheres deveriam viver para agradar a Deus. As mulheres mais velhas recebem a responsabilidade de ensinar porque já puderam aprender e experimentar o caráter de Deus em suas vidas. Seriam capazes de ensinar o que é bom [1], com um único objetivo: “para que a Palavra de Deus não seja difamada”. A não observância das questões mencionadas nestes versículos exporia a Palavra de Deus ao ridículo perante o mundo.

Ao ler estes versículos e olhar para a realidade de hoje, vejo que muitas mulheres estão sendo totalmente contrárias a um viver de acordo com a Palavra de Deus. Por exemplo, ao priorizar a vida dos filhos e da família, pensam quem não tem tempo para cuidar de si. Também pensam que se não forem vingativas com seus maridos, se tornam “exploráveis”. Ah, e também pensam que precisam ter contas bancárias separadas do marido para não depender ele. E que se, porventura, deixarem de trabalhar ou estudar temporariamente pela família, serão vítimas do machismo. Pensam que a submissão ao seu marido é retrógrada e opressora. Caem no engano de que “viver de acordo com os conceitos contemporâneos” se tornarão livres.

Contudo, quando desfrutamos o verdadeiro evangelho e vivemos de acordo com a Palavra de Deus, temos prazer e consideramos um privilégio viver como uma mulher que agrada a Deus, que, em muitas ocasiões, se doa pela família, serve ao marido, cuida da casa com amor, sem pesar. Entendemos que a submissão é obediência prazerosa a Deus. Nos tornamos um exemplo, não apenas para os de fora da igreja, mas principalmente, para aquelas que estão inseridas no corpo de Cristo. E essa é a responsabilidade e o privilégio das mulheres mais velhas, que ajudam a lutar contra a pressão, a ideologia que a sociedade impõe sutilmente, e o pecado que distorce a Palavra dEle.

Querida, você vive uma vida que demonstra o papel de ser mulher segundo o propósito de Deus? Você caminha com mulheres mais velhas que são exemplos de vida cristã e poderão te ajudar a viver a verdadeira feminilidade em Cristo?  Você é auxílio para as novas? Não perca a oportunidade de ser investida, de se tornar exemplo e investir também!

Oração: Deus, muito obrigada por sua Palavra que nos mostra nosso papel como mulher! ajuda-nos a viver e demonstrar a Tua graça salvífica e redentora e a caminhar com mulheres que são exemplo de vida cristã. Ensina-nos, leve-nos para mais perto de Ti e capacite-nos a investir em mulheres mais novas para que juntas possamos parecer mais com Teu Filho e não cair no engano de ideologias passageiras. Amém!

[1] http://conselhosparameninas.blog.br/blog/vivendo-tito-2/