Este artigo abre “alas” para a série sobre sexualidade que colocaremos no Conselhos para Meninas. Essa série está imperdível. Acompanhe-nos até o fim para formar uma opinião baseada nas Escrituras a respeito da verdadeira sexualidade.

***

Finalmente chegamos no período que marca o início das atividades no Brasil. O Carnaval é a data que os brasileiros tanto aguardam. Se preparam durante pelo menos uns 250 dias produzindo figurino, músicas, danças etc… E o tema deste ano promete, uma das escolas de samba vai falar sobre a origem da vida sob diversas perspectivas. E por falar em origem, antes de continuarmos este pensamento, vamos analisar a origem do Carnaval?

A origem da palavra carnaval vem do latim carnis levale, que tem por significado “retirar a carne”. E durante a história da humanidade, isto tem acontecido, escravos fingindo ser patrões, prisioneiros desfrutando de regalias antes da morte, reis se tornando súditos por alguns dias. O carnaval sempre existiu para que as pessoas pudessem realizar seus desejos, trocar seus papéis. Porque será que em nossos dias homens se vestem de mulheres? Mulheres de homens? A igreja Católica estava preocupada com tamanha perdição, porque se o Carnaval é a festa de troca de papéis, Deus e o Diabo trocam de lugar por alguns dias, e isso era inaceitável para os católicos.

“A Igreja Católica buscou então enquadrar tais comemorações. A partir do século VIII, com a criação da quaresma, tais festas [pagãs] passaram a ser realizadas nos dias anteriores ao período religioso. A Igreja pretendia, dessa forma, manter uma data para as pessoas cometerem seus excessos, antes do período da severidade religiosa.” (Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/carnaval/historia-do-carnaval.htm) Ou seja, abriu-se uma oportunidade no calendário para tirar uns dias de “licença para pecar”.

Porque o Carnaval revela o nosso coração? Se você mora no Brasil e assiste televisão, você é uma pessoa sexualmente estimulada. Se você senta em rodas de conversa, você ouve gracejos imorais ou menção a imoralidade em todos os níveis. Não acredita? Propagandas de shampoo, loção hidratante mostram o que? Novelas? Ok! Você não assiste TV aberta, tudo bem. Você é cidadão do mundo. Você assiste algum seriado? Filmes? Eles estão livres ou isentos de pornografia? “Mas é claro que sim!!! A serie que eu vejo só mostra beijos e não mostra a cena em si”. Tenho certeza que essas cenas, mesmo que só tenham beijos, deixam no ar uma situação para você pensar o que pode acontecer, não é mesmo? Tais cenas estão te incentivando a construir padrões carnavalescos. O que seria isso? Me acompanhe!

Comecei a assistir uma série MUITO legal: The Good Wife. E finalmente pensei, uma serie ilesa de pornografia. Contudo quanto mais eu assistia, mais estava torcendo para que Alicia corresse atrás de seus sonhos e deixasse o marido que a traiu de lado. Espera ai… Como eu cristã posso torcer por isso? E tem mais, conforme a série se desenrola ela cai em sexualidade, nada tão absurdo ou explícito, mas ela vem conduzindo as coisas como sapo em panela de água fria que vai aquecendo gradativamente. Nosso padrão carnavalesco não é gritante e berrante! Ele começa frio e ponderado e vai aquecendo aos poucos. Avalie TUDO o que você assiste. Será que não te incentiva a trocar os papéis? Será que não te desafia a tomar as rédeas da sua vida por alguns instantes? Que mal fará? Eu tiro uma licença para pecar e depois entro em quarentena, me arrependo. E alimento durante o ano inteiro esse desejo para poder suprir no próximo Carnaval, a próxima licença “premium” que eu vou tirar. Afinal a vida cristã é tão dura que eu preciso ter uma válvula de escape.

A Bíblia nos alerta sobre o padrão de Deus, a vontade d’Ele é que sejamos santificados. Que não pequemos contra nosso corpo (1 Ts 3.4) e nem desejemos licença para pecar, mas desejemos cada dia mais d’Ele. O que o Carnaval tem a ver comigo e com você? Ele revela nosso desejo constante de querer assumir o controle de nossa vida, de trocar os papéis com Aquele que deu origem à nossa vida.

O mundo diz que não importa quem você é, o importante é ser feliz e seguir sua felicidade a todo custo. Mesmo que você precise transformar a sua vida, quem sabe decidir qual a sexualidade que quer ter. Quem sabe decidir assumir um relacionamento sexual com seu namorado(a), quem sabe brincar de deus e manipular as coisas a seu favor. Não quero nos desanimar, pelo contrário, depois de pensarmos juntas sobre nosso padrão carnavalesco de viver, quero te encorajar a ler comigo alguns textos e pensar se meu coração esta centrado neste tesouro.

Efésios 5 nos alerta sobre qual o padrão que Deus espera que adotemos:

“Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos. Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças. Porque vocês podem estar certos disto: nenhum imoral nem impuro nem ganancioso, que é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem na desobediência. Portanto, não participem com eles dessas coisas. Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz, pois o fruto da luz consiste em toda bondade, justiça e verdade; e aprendam a discernir o que é agradável ao Senhor. Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz. Porque aquilo que eles fazem em oculto, até mencionar é vergonhoso. Mas, tudo o que é exposto pela luz torna-se visível, pois a luz torna visíveis todas as coisas. Por isso é que foi dito: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti”. Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor.” Efésios 5:3-17

Parece um pouco radical não é? Contudo nosso Deus nos ama e quer o melhor para nós por isso nos alerta sobre o propósito para o qual Ele nos criou. Ele nos criou para andarmos com Ele, para o conhecermos a cada dia mais e mais. E ele termina nos dando uma esperança, nos alerta para aproveitarmos cada oportunidade e buscarmos compreender a vontade do Senhor! Para que Deus nos criou? O Carnaval de 2016 questiona a Origem da Vida e eu e você sabemos que Deus nos criou para o louvor da Sua glória e Seu objetivo era que pudéssemos ser capazes de espelhar e espalhar a Sua imagem pelo mundo. Temos feito isso com nosso modo de viver? Temos guardado verdades preciosas como essas em nossos corações? A Bíblia nos diz: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”  Salmos 119:11

Gaste um tempo e dê mais uma lida no texto. Onde está o seu tesouro? Em trocar de lugar com Deus, brincar de ser Deus e satisfazer seus desejos por alguns minutos? Seu tesouro é uma licença para pecar? Será que o seu e o meu coração não estão inundados numa cultura carnavalesca? Que Deus nos conceda amor, graça e coragem para nos levantar e lutar contra nossos desejos, a nos encher mais d’Ele e menos do mundo. E que o medo que sintamos nesta vida seja o de NÃO TEMER A DEUS!

Deixo algumas músicas para nos ajudar a refletir sobre o nosso tesouro, em tempos de luta. Aumente o som e cante essa canção =)

 

Por Carol Umbelino, colaboradora do Conselhos para Meninas.